Cópia de OS 10 MANDAMENTOS DO LAYOFF SIMPLIFICADO

COVID-19: Medidas de apoio às Startups

As startups, tão vulneráveis nesta fase, pelas suas características particulares, com modelos de negócio altamente alavancados em capital de risco ou capitais próprios, são um importante motor de inovação e criação de emprego, o qual deve ser protegido e estimulado na atual conjuntura.

 

Startup RH Covid-19

O Startup RH Covid19 visa promover o apoio financeiro a startups através de um incentivo equivalente a um salário mínimo por colaborador (até a um máximo de 10 colaboradores), como forma de colmatar a falta de liquidez imediata por parte das startups, principalmente no que se refere à sua capacidade de resposta aos gastos operacionais com Recursos Humanos provenientes da falta de atividade.

Candidaturas brevemente. Mais informação aqui.

 

Prorrogação Startup Voucher

StartUP Voucher 2019-2020: Os projetos aprovados na primeira cut-off foram prorrogados em mais três meses, com a atribuição da respetiva Bolsa StartUp Voucher. Neste âmbito, o prazo máximo de atribuição da bolsa foi alargado para 15 meses.

StartUP Voucher 2018: Foi prorrogado o prazo para constituição da empresa com atribuição do prémio de concretização (2.000€), que terminava no dia 30 de abril, até 31 de dezembro de 2020.

Mais informação aqui.

 

Vale Incubação Covid19

O apoio e alojamento dado às startups pelas incubadoras é fundamental nesta fase. O Vale Incubação Covid-19 visa conceder apoios a startups com menos de 5 anos (atualmente 1 ano), através da contratação de serviços de incubação, com apoio sob a forma de um incentivo não reembolsável a 100%. Os serviços serão prestados pelas incubadoras já acreditadas e pertencentes à Rede Nacional de Incubadoras (RNI).

Candidaturas brevemente. Mais informação aqui.

 

INNOV-ID

A“Mezzanine” funding for Startups, atualmente INNOV-ID, pretende promover o acesso ao financiamento de capital de risco a projetos de âmbito científico e tecnológico, nas fases Pre-SeedSeed ou Early-Stage, que possuam tecnologia desenvolvida, mas que estejam ainda em fase de protótipo, prova de conceito ou em validação de product-market-fit.

A Portugal Ventures está disponível para investir um montante mínimo de 50 mil euros e que pode ir até um máximo de 100 mil euros.

Podem candidatar-se de 04 de maio a 05 de junho, através deste link. Mais informação aqui.

 

Operação Follow-Ons

Operação Follow-Ons (mencionada como Instrumento Covid-19) é uma parceria entre a Portugal Ventures, a IFD, a INCM e o Turismo de Portugal. Estas entidades juntamente com os Parceiros de Capital, identificam startups que, pelo seu potencial de crescimento e capacidade em ultrapassar as adversidades da pandemia, necessitam de follow-ons para dar continuidade aos seus negócios. Esta iniciativa não tem candidaturas abertas à comunidade de empreendedores, tratando-se de operações de reforço de investimento que estão a ser articuladas com a nossa rede de parceiros de capital. 

Mais informação aqui.

 

Fundo 200M

Fundo 200M permite dotar as start-ups e scaleups tecnológicas de muito maior capacidade de investimento nas chamadas fases seed e séries A e B. Na prática faz o matching/co-investimento com investidores privados qualificados permitindo rondas de 10M ou mais, entre privados e o 200M.

Até aqui, para voltar a investir numa empresa exigia que esta encontrasse 20% do capital da nova ronda junto de novos investidores. Agora e pelo menos até dezembro, essa regra deixa de se aplicar a:

  • As empresas que já foram ao 200M e queiram reforçar podem fazê-lo e com os mesmos investidores em parceria;
  • Outras empresas, que já tiveram investimento e que queiram agora ser investidas pelos mesmos investidores também podem ir ao 200M, sem terem de procurar novos parceiros.

Podem candidatar-se através deste link. Mais informação aqui.

 

Fundo coinvestimento para a inovação social

A Linha FIS CAPITAL destina-se a apoiar PME’s promotoras de projetos de Iniciativas de Inovação e Empreendedorismo Social (IIES), que tenham sido reconhecidas como tal pela Estrutura de Missão Portugal Inovação Social, em coinvestimento com investidores privados.

As candidaturas terão que ser submetidas por investidores privados que devem corresponder a entidades institucionais de capital de risco e empreendedorismo social ou a entidades ou pessoas singulares que, exercendo ou não atividade permanente em Portugal, possam participar no capital de sociedades sob a forma comercial em Portugal.

No caso de PME’s que ainda não tenham efetuado vendas no mercado, é disponibilizado até 70% do montante total da operação de coinvestimento, com os limites mínimo de 25.000€ (vinte e cinco mil euros) e máximo de 2.500.000€ (dois milhões e quinhentos mil euros). Caso as PME’s já tenham efetuado a 1ª venda comercial no mercado (excluindo as vendas limitadas para testar o mercado), o apoio disponibilizado pelo FIS é de até 60%, com os limites anteriormente referidos.

As operações de coinvestimento devem ser desenvolvidas nas regiões NUTS II do Norte, Centro e Alentejo e concretizadas até 31 de dezembro de 2023.

Podem candidatar-se através deste link. Mais informação aqui.

 

Outras candidaturas abertas, com relevância:

– Contratação de Recursos humanos altamente qualificados para Incubadoras de base tecnológica, NUTS Norte e Centro, até 15/12/2020. Mais informação aqui.

– Contratação de Recursos humanos altamente qualificados para PME’s, NUTS Norte, Centro e Alentejo, até 15/12/2020. Mais informação aqui.

– Sistema de Incentivos Inovação Produtiva | COVID 19 – Projetos Individuais, até 29 de maio de 2020. Mais informação aqui.

– Incentivos à adaptação das microempresas ao contexto COVID 19. Mais informação aqui.

Consulte o documento

Partilhe esta notícia

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email